Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2010

Tudo

Penso e desabo
Desejo e choro
Palavras de erros
Falhas imperdoáveis

Tudo aquilo que sonhei,
De sonho virou pesadelo
De pesadelo, a realidade
E realidade, sombra das lágrimas

Todas as pessoas que amei
Todos sorrisos que usei
Toda uma vida jogada ao relento
Todas as esperanças levadas pelo vento

E dessa realidade deturpada
Quero apenas meus sonhos de volta
Ter esta vida inútil terminada
Cansei de toda essa revoltaPublished with Blogger-droid v1.6.5

Procuras

Me perco e me encontro
Sem medo de nunca mais me achar
Me busco e me desencontro
Nem sempre preparado pra procurar
Mas sigo em frente a contragosto
Minha mente neste mundo
E minha alma no opostoPublished with Blogger-droid v1.6.5

I'm here on the edge again

What Have You Done? Within Temptation
Would you mind if I killed you? Would you mind if I tried to? Cause you have turned into my worst enemy You carry hate that I don't feel It's over now
What have you done?
Você se importaria se eu te matasse?
Você se importaria se eu tentasse?
Porque você se transformou no meu pior inimigo
Você carrega o ódio que eu sinto
Está acabado agora
O que você fez?

O passado e o futuro não existem Nem o presente existirá, em segundos Não vou com aqueles que persistem Enviei minha sanidade por outros mundos Atrás de minha alma, que jaz perdida Estrela brilhante, sem luz a sorrir Embala este corpo cheio de feridas Atenda-me, e não voltarei a pedir Ó, anja de ébano, seu beijo eu suplico Mais forte que qualquer outro desejo Por seu lindo rosto em meus sonhos vejo
Venha buscar-me, cale meu grito

Sofrimento

Minha alma se perdeu em sua beleza
Amordaçada e torturada por sua frieza
Recusada, assim como eu por você
Ingrato coração que só me faz sofrer
Não adianta mais querer, tenho que entender
Agora, nem nunca, pude ter vocêPublished with Blogger-droid v1.6.5

Desejos

Ganhar ou perder, nada mais importa
Esqueci de viver, abandonei minha rota
Olhei pro fundo do abismo e la caí
Rasguei minha alma, me perdi
Galguei léguas e léguas pelo precipício
Ignorando a dor e todo esse suplício
Abandono a felicidade e fecho essa portaPublished with Blogger-droid v1.6.5

Apenas

Juras e promessas falsas
Esperanças jogadas ao vento
Sentimentos calados, abandonados
Sem voar, mesmo tendo asas
Imperfeições, coração mal tratado
Chorando, sozinho ao relento
Amarei, mesmo esquecidoPublished with Blogger-droid v1.6.5

Busco-te

Aquilo que é morto, belo
Tantos ossos por meu caminho
Andando por entre eles
Sem se importar se são meus ou não
Pois minha alma já não espera
Foi-se, sem dizer adeus
Para onde não sei
Mas partiu em sua direçãoPublished with Blogger-droid v1.6.5

A mente deseja aquilo que o corpo não poderá ter

Sonhe, sonhe, fantazie esse mundo
Mergulhe nessa realidade
Venha comigo e se jogue nesse abismo descolorido
Eu te espero, cairemos juntos até o fundo
Quero um fim nessa saudade
De tudo aquilo que me é desconhecido
Mas então acordo e vejo que era sombras
Sua pele, seu cheiro, seu gosto
Todos de volta às brumas, levadas pelas ondas
E volto ao caminho desse silencio oposto





Por pássaro de Hermes me chamar
Cortando minhas asas pra me domar
Por pássaro de fogo serei conhecido
Com novas asas, novo destino


Apague as chamas desta fenix
Chama-me novamente por Hermes
Corte minhas asas, me domine
Mesmo teu cativeiro é melhor
Que esta liberdade sem rumo