Vou contar uma história pra vcs, prestem atenção...
Era uma vez um garoto, jovem, mas não mais inocente. Esse garoto conheceu uma garota, e ela sim era inocente. Ele a amou desde a primeira vez q a viu, e escolheu ser melhor, por ela e para ela.
Mas ninguém pode escapar de si próprio, e a escuridão voltou a crescer em sua alma.
Ela o amava demais, e mesmo com sua alma pura e boa, ou talvez por causa dela, ela não enxergou o monstro que ele estava se tornando...
E por amar demais ela trilhou o caminho de trevas ao seu lado, mas anjos não vivem nas sombras, e sua saúde foi desaparecendo, até que, muito doente e praticamente enlouquecia, a garota de alma pura e brilhante se enforcou, por culpa do seu amado.
Ele a amava, mas nunca teve forças para lutar contra a própria alma corrompida e escura, e por remorso de ter matado a única pessoa que já amou na vida, ele fez uma promessa à ela, sobre seu túmulo: ele iria viver, como penitência, cumpriria seu último propósito nesta vida, e iria se juntar a ela no além vida, no inferno particular daqueles que tiram a própria vida...

Criança, você não pode fugir dos domínios da sua própria alma, não importa a luz que lhe brilhe na vida, aqueles destinados à escuridão serão, para sempre, das trevas...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A mente deseja aquilo que o corpo não poderá ter

Sonhos foram feitos para serem sonhados, pesadelos para serem vividos

Feridas