Tudo o que vi

Eu vi tudo que amei morrer
 alguns pelas minhas próprias mãos
Eu vi tudo que conquistei desaparecer
 não importa se eu queria ou não
Eu vi cada pedaço da minha alma definhar
 desejei a cada dia esquecer
Eu vi todos deixarem de se importar
 sei que fiz por merecer
Eu vi toda a esperança ir embora
 junto com ela também a sorte
Eu vi, finalmente, é chegada a hora
 caminho alegremente para minha morte

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A mente deseja aquilo que o corpo não poderá ter

Sonhos foram feitos para serem sonhados, pesadelos para serem vividos

Feridas